sexta-feira, 9 de agosto de 2019

BÁRBARA DOS PRAZERES | 009


Bárbara dos Prazeres, também conhecida como Onça, foi uma assassina cereal serial e prostituta que viveu no Rio de Janeiro em 1800 e bolinha, matando crianças e bebendo seu sangue, que, acreditava, iria curá-la da lepra Hanseníase. A polícia carioca, é claro, nunca conseguiu capturá-la, e só melhorou um pouco sua imagem depois de forjar sua morte com um corpo boiando na Baía de Guanabara (que, como se pode ver, era poluída desde aquela época).
Bárbara dos Prazeres teria morrido ou desaparecido no ano de 1830. Há uma lenda urbana que afirma que estaria viva até hoje. Há quem diga que o Arco do Telles é mal-assombrado por uma figura feminina e que na madrugada quando os botecos e restaurantes estão fechados ouve-se gargalhadas e que se pode avistar a silhueta bem desenhada de uma mulher. Abandonando um pouco os exageros que assombram a trajetória dessa figura, partindo para realidade comprovada, resgatamos a história de uma mulher que rompe com os padrões pré-estabelecidos, em um momento histórico em que o perfil e comportamento feminino esperado era a clausura.
O que se sabe é que sua história assustadora e trágica perdurou mais do que perdurou sua vida. Dizem que até hoje em certas madrugadas sem lua quando já partiram os últimos garçons dos bares da travessa do comércio e cessou o movimento da boemia escuta-se no beco a gargalhada de Bárbara dos Prazeres ecoando assustadoramente pelos vazios escuros do Arco do Teles.

Bibliografia:



REZZUTTI, Paulo. Mulheres do Brasil: A história não contada. 1 ed. Rio de Janeiro: Leya, 2018.


ENGEL, Magali Gouveia. Os delírios da razão: médicos, loucos e hospícios (Rio de Janeiro, 1830-1930). – Rio de Janeiro, FrioCruz, 2001.


FILHO, Alexandre José Melo Morais. Chronica geral e minuciosa do Imperio do Brazil desde a descoberta do Novo Mundo ou America ate o anno de 1879. – Rio de Janeiro: Typographia-Carioca, 1879.


FILHO, José Melo Morais. História e costumes. – Rio de Janeiro: H Garnier Livreiro Editor, 1904.


RIBEIRO, Fernando Barata. Crônicas da Polícia e da Vida do Rio de Janeiro. – Rio de Janeiro: Departamento de Imprensa Nacional, 1958.


SCHUMA, Schumaher. RIBEIRO, Sandra. Bárbara dos Prazeres: uma história curiosa (século XVIII). Disponível em: <http://www.mulher500.org.br/wp-content/uploads/2017/06/247_Barbara_dos_Prazeres.pdf>. Acesso em: 11 jun. 2018.





NOS APOIE!

Apoia.se: https://apoia.se/cdc
Picpay: https://app.picpay.com/user/cena.crime
https://www.catarse.me/ajudeocenadocrime


Isabelle Reis tem 25 anos, é jornalista policial, escritora e podcaster. Com o seu primeiro projeto na podosfera, o Cena do Crime, foi selecionada para o Arte Sônica Amplificada, projeto que potencializa mulheres da área do som, em parceria com o British Council, além de fazer parte da produção do primeiro evento de podcasts no Rio de Janeiro, o Essa Parada. Como jornalista, Isabelle já trabalhou na Rede Bandeirantes e se especializou em jornalismo investigativo e local, com cursos na ABRAJI e em universidades como a Columbia. Também já lançou três livros, dentre eles, dois romances policiais

0 comentários:

Postar um comentário

img

Jessica Emmanuela Kemu

@jehemmanuela

A forma como a Isa conta as histórias, como envolve os ouvintes é encantador, e por mais que as histórias sejam sobre tragédias, ela tem uma enorme responsabilidade ao conduzir os fatos, respeitando as vítimas e o que elas passaram, sem sensacionalismo e super transparente!

img

Daniel Guerra

Cena do Crime é um bom podcast sobre um assunto que ainda é raro na podosfera. Crimes e Serial Killers. Recomendo!

img

Cristiane Ferreira

@crissferrer

O Cena do Crime é um trabalho de muito respeito e pesquisa. Acho incrível a forma como se posicionam, sem tentarem expor uma verdade absoluta e se mantendo numa zona de entusiasmo em relação à Criminologia.

Financiamento coletivo

AJUDE O CENA

R$ 5

por mês
  • O podcast sobrevive *-*
  • Reuniões Exclusivas
  • Agradecimento nos episódios
  • Revista Mensal

R$ 10

por mês
  • O podcast sobrevive *-*
  • Reuniões Exclusivas
  • Agradecimento nos episódios
  • Revista Mensal

R$ 20

por mês
  • O podcast sobrevive *-*
  • Reuniões Exclusivas
  • Agradecimento nos episódios
  • Revista Mensal
Contato

MANDE UM E-MAIL

SINTA-SE EM CASA

Contato e Informação

Neste espaço você pode mandar sugestões, elogios e críticas para a melhor construção do podcast. Se precisar de alguém para contar uma história ou conversar, este é o nosso canal!

contato@cenadocrime.com